Categories
Notícias

Sporting iguala registo do Benfica de Jesus (2015) se vencer último jogo

[ad_1]

Apesar da derrota no Estádio da Luz, que ditou o fim da invencibilidade dos leões no campeonato nacional, o Sporting ainda pode acabar a Liga com um aproveitamento pontual ao nível de outras grandes equipas da história do nosso futebol. 

Com o desaire em casa do Benfica, a equipa de Ruben Amorim tem 82 pontos em 99 possíveis (82,8 por cento de aproveitamento), mas pode chegar aos 85 pontos em 102 possíveis (83,3 por cento), o que colocaria esta versão 2020/21 ao nível, por exemplo, do Benfica campeão em 2015 com Jorge Jesus – ou com o FC Porto de Vítor Pereira em 2012, só para dar dois exemplos recentes. 

Para conseguir isso, o Sporting está obrigado a derrotar na última jornada o Marítimo em Alvalade. 

Um registo ainda distante, porém, dos melhores da história do campeonato, até porque o melhor campeão conseguiu 96,7 por cento dos pontos, e foi o Benfica de 1972/73.

O segundo melhor registo é do FC Porto, de resto, que em 1939/40 foi campeão com 94,4 por cento dos pontos.

A derrota na Luz impede, de resto, o Sporting de repetir os feitos de três campeões nacionais: acabar o campeonato sem derrotas. Esse registo continuará a ser um exclusivo do Benfica de Jimmy Hagan (1972/73, 28 vitórias e apenas dois empates), do FC Porto de André Villas-Boas (2010/11, 27 vitórias e três empates) e do FC Porto de Vítor Pereira (2012/13, 24 vitórias e seis empates).

Os campeões com melhor aproveitamento pontual:

1972/73 Benfica (96,7%)

1939/40 F.C. Porto (94,4%)

2010/11 F.C. Porto (93,3%)

1962/63 Benfica (92,3%)

1984/85 F.C. Porto (91,7%)

1971/72 Benfica (91,7%)

1994/95 F.C. Porto (91,2%)

1990/91 Benfica (90,8%)

1946/47 Sporting (90,4%)

1969/70 Sporting (88,5%)

1963/64 Benfica (88,5%)

1960/61 Benfica (88,5%)

1987/88 F.C. Porto (86,8%)

2012/13 F.C. Porto (86,7%)

1989/90 F.C. Porto (86,7%)

1983/84 Benfica (86,7%)

1979/80 Sporting (86,7%)

1959/60 Benfica (86,5%)

1949/50 Benfica (86,5%)

1950/51 Sporting (86,5%)

1945/46 Belenenses (86,3%)

1941/42 Benfica (86,3%)

2015/16 Benfica (86,2%)

2017/18 FC Porto (86,2%)

1943/44 Sporting (86,1%)

1936/37 Benfica (85,7%)

2018/19 Benfica (85,25)

1982/83 Benfica (85,0%)

1977/78 F.C. Porto (85,0%)

1976/77 Benfica (85,0%)

2009/10 Benfica (84, 4%)

2002/03 F.C. Porto (84,3%)

2014/15 Benfica (83,3%)

1980/81 Benfica (83,3%)

1978/79 F.C. Porto (83,3%)

1996/97 F.C. Porto (83,3%)

1975/76 Benfica (83,3%)

1944/45 Benfica (83,3%)

1942/43 Benfica (83,3%)

2011/12 F.C. Porto (83,3%)

1988/89 Benfica (82,9%)

2020/21 SPORTING (82,8%) – pode subir aos 83,3% com vitória no último jogo

1966/67 Benfica (82,7%)

1964/65 Benfica (82,7%)

1961/62 Sporting (82,7%)

1957/58 Sporting (82,7%)

1952/53 Sporting (82,7%)

1955/56 F.C. Porto (82,7%)

1953/54 Sporting (82,7%)

2019/20 FC Porto (82,3%)

1995/96 F.C. Porto (82,3%)

1991/92 F.C. Porto (82,3%)

2013/14 Benfica (82,2%)

1937/38 Benfica (82,1%)

1940/41 Sporting (82,1%)

1938/39 F.C. Porto (82,1%)

2016/17 Benfica (81,8%)

1986/87 Benfica (81,7%)

1985/86 F.C. Porto (81,7%)

1973/74 Sporting (81,7%)

1974/75 Benfica (81,7%)

1965/66 Sporting (80,8%)

1948/49 Sporting (80,7%)

2003/04 F.C. Porto (80,4%)

1993/94 Benfica (79,4%)

1992/93 F.C. Porto (79,4%)

1970/71 Benfica (78,8%)

1967/68 Benfica (78,8%)

1958/59 F.C. Porto (78,8%)

1956/57 Benfica (78,8%)

1951/52 Sporting (78,8%)

1947/48 Sporting (78,8%)

1934/35 F.C. Porto (78,6%)

2008/09 F.C. Porto (77,7%)

2005/06 F.C. Porto (77,4%)

1998/99 F.C. Porto (77,4%)

1981/82 Sporting (76,7%)

2007/08 F.C. Porto (76,6%)*

2006/07 F.C. Porto (76,6%)

2000/01 Boavista (75,5%)

1999/00 Sporting (75,5%)

1997/98 F.C. Porto (75,5%)

1968/69 Benfica (75%)

1954/55 Benfica (75%)

1935/36 Benfica (75%)

2001/02 Sporting (73,5%)

2004/05 Benfica (63,7%)

* O F.C. Porto perdeu seis pontos na secretaria devido ao Apito Final

[ad_2]

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *