Início » Blog » «O selecionador vai querer demonstrar que Portugal é muito forte»

«O selecionador vai querer demonstrar que Portugal é muito forte»


O selecionador de Israel defendeu que Portugal vai querer mostrar a sua força no encontro de preparação para o Euro 2020, agendado para esta quarta-feira.

«A seleção e o selecionador vão querer demonstrar que Portugal é muito forte, mas, por outro lado, também queria ter um adversário forte, pois podemos aprender com o resultado deste jogo e ver como estamos. É importante para os jogos de qualificação em setembro, do campeonato do Mundo», realçou Willibald Ruttensteiner, em conferência de imprensa de antevisão, no estádio de Alvalade.

O treinador austríaco admitiu que representa uma «grande motivação e honra» estar em Portugal e poder defrontar uma equipa «com uma excelente história». 

«Tentei encontrar algumas fraquezas em Portugal, para estarmos preparados para o jogo e fazermos o nosso melhor. Seria um ótimo resultado se visse os jogadores a darem 100 por cento e estar muito fortes como seleção. Depois, o resultado aparecerá», disse.

Ruttensteiner, que se encontra na seleção israelita desde 2018, enquanto coordenador técnico, cargo que ocupava na Áustria desde 2000, e assumiu o cargo de selecionador no ano passado, considerou que seria «um erro terrível» destacar jogadores portugueses, pois têm «três ou quatro de classe mundial» em todas as posições.

«Se conseguirmos fazer um bom jogo, podemos retirar algumas conclusões positivas disto. Estou a pensar no resultado, mas também no processo durante o jogo. Os jogadores estão muito motivados», referiu, acrescentando: «Focámo-nos no nosso trabalho e não tanto em Montenegro e Portugal. Levo para a frente a minha filosofia».

O capitão de equipa Bibras Natkho esteve também à conversa com os jornalistas e apontou a seleção de Portugal como «uma das candidatas a ganhar o Europeu», por ser um país com «muito talento» e abordou a renovação que a seleção de Israel atravessa. 

«Temos tido cada vez mais jovens jogadores a entrar. É um processo natural que acontece em todas as seleções. Os mais velhos dão o exemplo aos mais jovens, que se estão a preparar contra uma das melhores seleções da Europa, para ter o melhor resultado no jogo», disse o médio, de 33 anos, que alinha nos sérvios do Partizan.

O jogo particular de Portugal contra Israel está marcado para esta quarta-feira, às 19h45, no Estádio José Alvalade.



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *