Início » Blog » MAISFUTEBOL, 21 ANOS: testamento para o futuro

MAISFUTEBOL, 21 ANOS: testamento para o futuro


5 de junho de 2000.

A nossa história começou ali. Numa segunda-feira. Continua neste sábado, 21 anos depois do pontapé de saída. Ou do primeiro ‘dial-up’, se preferir. Não vou perder tempo a falar das diferenças de ontem para hoje, de 2000 para 2021. Mas acho que no dia de aniversário vale sempre a pena o exercício de refletir sobre o jornal. E celebrá-lo.

Se andou distraído até agora, é isto o que nos move. Era tão verdade em 2000 como em 2010. Como o é agora. E terá de ser.

Aquele texto do Nuno Madureira não é um mero desenrolar de palavras. É um testamento. É a herança que tentamos cuidar desde que os nossos fundadores saíram e deixaram o jornal aos rapazes e raparigas que tinham as mesmas paixões que eles. Futebol, Desporto, histórias, jornalismo.

Aqui crescemos, daqui saiu muita gente boa e, cremos, todos os dias chega mais. Porque aquele testamento não é apenas para quem produz o jornal. É para quem o lê também. Sem os leitores nos compreenderem nunca teríamos chegado a estes 21 anos. Portanto, cá estamos e muito obrigado pela compreensão.

Quem se liga no Maisfutebol desde 2000 sabe que se arriscou muitas vezes. Algumas destas manchetes provam essa irreverência, e este dossiê mostra bem um atrevimento muito particular, um estilo único. Uma herança pesada, verdade, mas boa. É uma herança que traz com ela otimismo, mesmo quando tudo à volta muda. E o mundo, caso ainda não tenha percebido, está em mutação acelerada.

A mobilidade mudou, os jornais mudaram, a televisão está a mudar, o futebol vai mudar seguramente. O Maisfutebol, que antes só via no computador lá de casa, agora vê no tablet ou no telemóvel e vai consigo para todo o lado também terá de mudar. Esperamos, por exemplo, que vá interagir consigo mais vezes e melhor, mas com o compromisso que nos trouxe até aqui: «Tentámos nunca perder de vista o essencial. O futebol, o jornalismo. E os leitores. Parece óbvio, mas às vezes não é. Não quer dizer agradar a toda a gente, quer apenas dizer não agradar a ninguém em particular.»

Estamos, agora, a preparar-nos para o Euro2020, onde vamos estar. Vamos ter enviados-especiais a Budapeste e Munique, diretos da Hungria e da Alemanha, vamos ter uma página dedicada, um Guia do Euro na APP e vamos ter uma ‘caderneta’ com todos os 624 ‘cromos’ do Europeu. E, obviamente, as suas histórias, algumas mirabolantes.

Ao mesmo tempo, vamos continuar atentos ao mercado de transferências, cujas notícias vão ser ainda mais fáceis de aceder com novos desenvolvimentos na nossa APP, assim como ao resto da atualidade. Continuaremos a trabalhar de forma umbilical com a TVI, que há alguns anos é nossa parceira nesta incrível viagem que tem sido fazer o Maisfutebol.



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *