Início » Blog » «Futuro? Sei o que quero e o Gil Vicente sabe o que quer»

«Futuro? Sei o que quero e o Gil Vicente sabe o que quer»


O treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, afirmou esta terça-feira que os barcelenses pretendem atingir a melhor classificação possível na I Liga. Pela frente, na 34.ª e última jornada, está um Boavista que ainda luta pela permanência na prova.

Em caso de triunfo frente aos axadrezados, a equipa gilista, 11.ª classificada com 39 pontos, pode ainda chegar ao oitavo lugar, caso o Belenenses perca ante o FC Porto e o Moreirense e o Famalicão empatem.

«Uma coisa é ficarmos em 11.º ou 12.º lugar e outra é ficarmos em oitavo ou nono. Em termos de qualidade de jogo, esta equipa deveria estar mais acima do que está agora. Mas ainda podemos buscar uma classificação mais condizente com a nossa produção no recinto de jogo. Se vencermos, temos uma grande probabilidade de atingir o nono lugar e algumas hipóteses de atingir o oitavo. Seria gratificante para mim atingir essa classificação», expressou Soares, sobre o jogo marcado para as 20 horas de quarta-feira.

Sobre o Boavista, o técnico desvalorizou que o adversário possa chegar ao Estádio Cidade de Barcelos com «mais pressão».

«Vamos defrontar uma equipa que vale muito mais do que o que a classificação apresenta, com qualidade individual e coletiva. Mas a nossa equipa está num nível elevadíssimo e, nos últimos nove a dez jogos, tem tido uma consistência assinalável», apontou.

Questionado sobre a hipótese de dar minutos a jogadores não utilizados no campeonato, como Mantuan (só jogou dois jogos na Taça de Portugal) e Souleymane Aw (ainda não tem minutos), Soares vincou que só «entram para dentro de campo» jogadores que conquistaram o lugar com base na «cultura de mérito» inerente à sua forma de liderar o plantel.

O treinador do Gil disse ainda que o seu futuro como treinador está por definir.

«O meu contrato termina no final desta época. Eu sei o que quero para a minha vida e o clube sabe o que quer. Sinto-me melhor treinador graças ao Gil Vicente e às pessoas que cá estão, desde o presidente ao roupeiro, que não quer dizer que seja a pessoa menos importante. O clube deu-me todas as condições e havia um bom plantel. Estou feliz no clube, mas vamos conversar e ver o que é melhor para o clube e para mim. Certamente, em pouco tempo, vai decidir-se», respondeu.



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *