Início » Blog » França: Lille vence Angers e é campeão de França dez anos depois

França: Lille vence Angers e é campeão de França dez anos depois


Dez anos depois, o Lille volta a festejar o título de campeão em França, segurando a curta vantagem de um ponto sobre o milionário Paris Saint-Germain com uma vitória tranquila na visita a Angers (2-1). Renato Sanches lançou Jonathan David para o primeiro golo, enquanto Yilmaz aumentou a vantagem, antes do intervalo, na conversão de uma grande penalidade. José Fonte estava castigado para este jogo, foi substituído por Tiago Djaló, mas festejou intensamente na bancada.

O mais difícil o Lille já tinha feito ao longo de 37 jornadas. Este domingo era apenas preciso vencer o modesto Angers para manter a vantagem sobre o anterior campeão. A equipa comandada por Christophe Galtier entrou com muita tranquilidade no jogo, a trocar bem a bola, até que, aos dez minutos, Renato Sanches arrancou pela zona central e serviu Jonatahn David para o primeiro golo da noite. Um golo muito festejado elo capitão José Fonte na bancada.

O Lille ficava ainda mais perto do título, até porque, nesta altura, o PSG ainda estava em branco diante do Brest. O líder tinha o jogo totalmente sob controlo e acabou por aumentar a vantagem, mesmo antes do intervalo, desde a marca dos onze metros, com Yilmaz a converter uma grande penalidade a punir uma falta de Bernardoni sobre Jonathan David.

A vencer por 2-0, o Lille voltou ainda mais sereno para o segundo tempo, oferecendo a iniciativa ao Angers, mantendo o controlo, apesar de ter menos bola. Galtier também foi gerindo a partir do banco, acabando por fazer sair Renato Sanches para refrescar o meio-campo com Xeka.

Entretanto, em Brest, o PSG também chegava ao 2-0, mas começava a perceber que o título ia mesmo escapar-lhe por entre os dedos.

Na reta final em Angers começaram a ouvir-se buzinas no exterior do estádio e os jogadores do banco já não conseguiam estar de pé. O Angers ainda reduziu a diferença, em tempo de compensação, com um golo de Angelo Fulgini e gelou os corações de todo o staff dos visitantes, mas o título já não escapava. O jogo acabou logo a seguir e, dez anos depois do título conquistado por Rudi Garcia, o Lille volta a festejar com Galtier e quatro «mosqueiros» portugueses.



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *