Início » Blog » Dalot: «Estamos frescos, confiantes e vamos com tudo frente à Itália»

Dalot: «Estamos frescos, confiantes e vamos com tudo frente à Itália»


Diogo Dalot garantiu esta quinta-feira que a seleção de sub-21 «vai com tudo» para tentar eliminar uma seleção italiana «taticamente muito forte» e rumar às meias-finais do Campeonato da Europa da categoria que vai decorrer na Hungria e Eslovénia.

«Uma seleção italiana é sempre forte e, tendo tido a possibilidade de jogar em Itália, traz-me o conhecimento do aspeto tático e cultural dos jogadores deles. É uma equipa muito forte taticamente, que vai tentar explorar os erros que possamos cometer», analisou o lateral, de 22 anos, que esta temporada representou o Milan, por empréstimo do Manchester United, de Inglaterra.

Com um total de 33 encontros realizados ao serviço dos milaneses, o defesa direito, que também alinha no lado esquerdo, rejeita a ideia de que o cansaço possa apoderar-se da equipa lusa.

«Por muitos minutos que tenhamos nas pernas, vamos buscar energias. Penso que os minutos que cada jogador tenha não será decisivo para o cansaço ou para o que vamos fazer durante o jogo. Estamos frescos, confiantes e vamos com tudo», garantiu.

As saídas de Thierry Correia e Francisco Trincão da convocatória, o primeiro por ter testado positivo ao novo coronavírus, e o segundo por ter estado com um contacto com uma pessoa de risco, são um «assunto delicado».

«É sempre um assunto delicado. É sempre difícil vermos dois colegas, que querem tanto estar nesta competição, terem que abandonar. Infelizmente, faz parte do momento que vivemos», lamentou.

O lateral falou ainda da experiência no campeonato transalpino dizendo que teve «gozo pelo aspeto tático e pela forma como preparam cada jogo como se fosse uma final».

A fechar, Dalot falou ainda da experiência de partilhar um balneário com o excêntrico Zlatan Ibrahimovic. «Jogar com o Zlatan foi sem dúvida um momento alto para mim porque nós queremos sempre jogar com os melhores e o Zlatan foi sem dúvida um dos melhores que o futebol teve e ainda tem.Ele é humano como todos os nós, mas é diferente de todos os outros», comentou.

Vencedor do grupo D, com nove pontos, graças a um pleno de vitórias sobre Croácia (1-0), Inglaterra (2-0) e Suíça (3-0), a equipa comandada por Rui Jorge vai defrontar nos quartos de final a Itália, a 31 de maio, no Estádio Stozice, em Ljubljana.

O vencedor dessa partida medirá forças com Espanha ou Croácia, a 3 de junho, em Maribor, sendo que a final está prevista para 6 de junho, de novo em Ljubljana.



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *