Início » Blog » Adán: «Amorim será, ou já é, um dos grandes treinadores da Europa»

Adán: «Amorim será, ou já é, um dos grandes treinadores da Europa»


Recrutado ao Atlético de Madrid, Antonio Adán confessou que «não esperava» um ano tão bom ao serviço do Sporting, ainda para mais na época de estreia na Liga.

«Não esperava um ano tão bom, mas com humildade e trabalho conseguimos ganhar o campeonato», começou por dizer, em entrevista à radio Marca.

O guarda-redes espanhol voltou a ser titular em Alvalade, após dois anos como suplente de Oblak, e não escondeu o sonho de ser chamado à seleção espanhola.

«Sempre que estás no ativo, estás na expectativa de poder ser chamado à seleção, e mais no meu caso que passei por todas as categorias. E estando numa equipa que foi campeã nacional, como fomos no Sporting, acho que essas possibilidades crescem. Mas Luis Enrique conta com grandes guarda-redes e sei da dificuldade que é entrar numa lista assim. Se for chamado, ficarei encantado, se não, entendo perfeitamente a decisão do», disse.

O experiente guardião falou ainda sobre a influência de Ruben Amorim no título de campeão nacional. 

«O Amorim meteu-nos isso na cabeça desde o início da temporada: somos capazes de ganhar qualquer jogo, em qualquer momento, porque fazendo as coisas com rigor como ele nos pedia, tínhamos sempre a possibilidade de estar dentro dos jogos. Em muitos jogos tivemos de resolver nos minutos finais às vezes pelo capitão Coates, que marcou vários golos no final, outras vezes pela capacidade ofensiva durante todo o encontro», atirou antes de continuar.

«Tem uma mentalidade vencedora. É valente, tem personalidade para fazer uma aposta em gente jovem e numa ideia de futebol que toda a gente gosta. O diálogo que tem com os jogadores é muito sensível, chega facilmente a todos. Não tenho dúvidas que será em breve, ou já é, um dos grandes treinadores da Europa.»



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *