Categories
Notícias

Euro 2020: Países Baixos-Ucrânia, 3-2 (crónica)

[ad_1]

45 minutos bastaram para, certamente, deixar Johan Cruyff orgulhoso.

Os Países Baixos entraram esta noite com o pé direito no Euro 2020, ao vencerem a Ucrânia por 3-2, num emocionante jogo de futebol. A partida jogou-se em Amsterdão e o ídolo mundial do desporto rei foi espectador privilegiado, já que dá nome à Arena localizada nos subúrbios da capital do país.

Esta Laranja ainda não é um produto acabado, mas já está bem espremida. Na primeira parte, os ucranianos foram uns clientes muito simpáticos para os homens da casa.

Os Países Baixos dominaram a toda a escala nos primeiros 45 minutos e só por mero acaso não foram para as cabines em vantagem. Por mero acaso ou, vá lá, manifesta falta de eficácia e um guardião adversário tremendamente inspirado – Bushchan foi um dos homens da noite.

O FILME E A FICHA DO JOGO.

A equipa de Frank de Boer teve três ou quatro oportunidades para marcar, mas golos, nem vê-los. Na outra baliza, Stekelenburg só teve de aplicar-se a sério por uma vez, para fazer uma mancha aos pés de Yarmolenko.

Mas o que não se marcou na primeira, marcou-se na segunda.

Logo aos 52 minutos, no primeiro lance de perigo, Wijnaldum, o capitão holandês, abriu o marcador depois de uma grande iniciativa de Dumfries – o destaque da partida – no corredor direito. A Laranja Mecânica continuou a carburar e dobrou a vantagem ainda antes da hora de jogo, pelo pé direito do avançado Weghorst.

59 minutos, dois golos, e um domínio inquestionável dos Países Baixos.

Futebol, bloody hell no pé esquerdo de Yarmolenko e na cabeça de Dumfries

Só que o futebol, esse bloody hell, tem sempre uma na manga. Ou melhor, neste caso Yarmolenko. O mítico extremo ucraniano sacou um coelho da cartola a 15 minutos do fim e, quando poucos acreditavam, a formação orientada por Andriy Shevchenko ressuscitou na partida.

E nem precisou de fazer muito para recolocar-se numa posição relativamente confortável, já que Yaremchuk, com um belo cabeceamento, fez o empate – impensável há meia-dúzia de minutos – a dez minutos dos 90.

A noite era de surpresas e ainda houve mais uma: o futebol, lembramos, esse bloody hell, deu-nos mais uma lição de karma – desta feita a última – a cinco minutos dos 90: Dumfries, réu na primeira parte com um falhanço de cabeça, que não beliscava a grande exibição que protagonizou, foi herói com essa mesma cabeça, colocando um ponto final laranja no jogo mais emocionante do Euro 2020 até ao momento.

A amostra das duas seleções que se mostraram a Johan Cruyff foi boa – principalmente nos segundos 45 minutos –, mas para já são os Países Baixos que sorriem, do topo do grupo C deste Euro, em igualdade pontual com a Áustria. A Ucrânia tem os mesmos zero pontos do que a Macedónia do Norte.

[ad_2]

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *