Categories
Notícias

Euro 2020: Áustria-Macedónia do Norte, 3-1 (crónica)

[ad_1]

A Macedónia do Norte e a Áustria viveram um domingo para recordar por muitos anos, embora por razões diferentes. Ambas, na verdade, fizeram história. Os austríacos, antes de mais, conseguiram a primeira vitória numa fase final de um Europeu, o que aconteceu à terceira participação.

Já a seleção da antiga Jugoslávia estreou-se numa fase final de uma grande competição, o que é absolutamente memorável, com o apoio de dez mil felizes da vida adeptos na Arena Nacional, em Bucareste. Pelo caminho lutou até à última gota de suor por um bom resultado.

Não o conseguiu, é verdade, a Áustria impôs a sua superioridade a pouco mais de dez minutos do fim, mas deixou uma excelente imagem: trata-se de uma seleção solidária, com ideias bem definidas e um grande orgulho em estar a representar o país numa montra tão grande como o Euro 2020.

Por isso cantou o hino com tanto sentimento e, também por isso, lutou por cada bola como se fosse a última. Entregou a posse de bola à Áustria, começou por defender bem e tratou depois de explorar o contra-ataque, para o que os laterais subidos Alioski e Nikolov foram fundamentais.

As duas equipas, aliás, apresentaram-se com três centrais e dois laterais muito subidos, embora a Macedónia apostasse em três médios e apenas dois avançados, enquanto a Áustria tinha uma frente de ataque alargada a três homens. O que é também um sinal das ideias de cada seleção.

A Áustria, portanto, entrou a mandar no jogo e marcou logo aos dezoito minutos, após uma assistência fantástica de Sabitzer que serviu Lainer ao segundo poste, o lateral encostou para golo de forma acrobática e abriu o marcador logo na primeira ocasião de golo da partida.

Logo a seguir, os austríacos podem ter aumentado a vantagem, mas o cabeceamento de Kalajdzic foi defendido por Dimitrievski, e cinco minutos depois chegou a surpresa: o golo da Macedónia do Norte, apontado por Pandev, que se tornou o segundo jogador mais velho a marcar num Euro.

O avançado de 37 anos aproveitou uma atrapalhação entre Alaba e o guarda-redes Bachmann, para ficar com a bola e empurrar para o fundo das redes. Aos 37 anos e 321 dias, Pandev tem apenas à sua frente o austríaco Ivica Vastic, que no Euro 2008 marcou à Polónia com 38 anos e 257 dias.

Ora o golo motivou a Macedónia, que a partir daí defendeu se tranquilizou e defendeu melhor. Tanto assim que só já na segunda parte, aos 68 minutos, voltou a criar perigo: Gregoritsch cabeceou então com muito perigo e o guarda-redes Dimitrievski voou para grande defesa.

Foi já à entrada dos dez minutos finais que a Áustria chegou ao triunfo. O mesmo Gregoritsch fez o segundo golo aos 78 minutos, após um cruzamento de Alaba, e Arnautovic fez o terceiro após combinar com Lainer, numa altura em que a Macedónia estava totalmente lançada para a frente.

[ad_2]

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *