Categories
Notícias

Dupasquier: o jovem piloto que levava Portugal no coração e no capacete

[ad_1]

Com Portugal e as motas a correr no sangue. Era assim Jason Dupasquier, o piloto luso-suíço de 19 anos que morreu neste domingo, era filho de mãe portuguesa e corria com vários símbolos lusos no capacete.

Filho mais velho de um antigo campeão suíço de motrocrosse, Philippe Dupasquier, Jason Dupasquier estreou-se nas pistas aos 14 anos e logo no ano seguinte sagrou-se campeão alemão de Moto3, resultado que lhe abriu as portas do mundial júnior da categoria.

A partir daí, o percurso foi sempre ascendente e rapidamente Jason chegou ao Moto GP, onde cumpria a segunda temporada na categoria, e era o 10.º classificado do Mundial deste ano antes da prova de Mugello, onde perderia a vida, após um acidente na qualificação.

Orgulhoso das raízes portuguesas, Jason Dupasquier tinha estreado no GP Portimão da época passada um capacete onde levava vários símbolos lusos.

A bandeira, claro, mas também os tradicionais azulejos portugueses, o galo de Barcelos, a ponte D. Luís ou um elétrico lisboeta.

De resto, a família materna vive ainda em Portugal, e conforme Jason confessou em entrevista à Sport Tv, era no Grande Prémio de Portimão que se sentia «a correr em casa».

Nas redes sociais, Jason partilhou algumas fotografias em Portugal, nomeadamente em praias algarvias. Junto a ele, muitas vezes, aparecia o irmão mais novo, Bryan, também ele piloto de motos.

[ad_2]

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *