Categories
Notícias

«Aimar era o mais comentado, mas foi o Saviola quem mais me impressionou»

[ad_1]

Felipe Menezes despontou no Goiás e chamou a atenção do Benfica, transferindo-se para a Luz. O médio brasileiro revelou que foi um pedido expresso de Jorge Jesus à direção dos encarnados e teceu-lhe rasgados elogios.

«O Jesus entendia que, se pegasse num jogador jovem com talento do Brasil, ele conseguiria fazê-lo ser um dos grandes jogadores do futebol europeu. Ele viu alguns jogos meus na Série A do Brasileirão, gostou e pediu a minha contratação», começou por dizer à ESPN antes de elogiar o técnico das águias.

«Tive uma relação muito boa com o Jorge Jesus. Ele demonstrou sempre muita confiança em mim. É alguém que mudou a minha forma de entender o futebol. Até 2009, eu jogava futebol, mas não tinha tanta noção das funções que tinha de cumprir em capo. Claro que recebia informações, mas depois de trabalhar com ele comecei a perceber o jogo com maior detalhe», acrescentou. 

No entanto, os elogios de Menezes a Jesus não se ficaram pelos ensinamentos. «O Jesus analisa muito os adversários (…) Ele fala da mesma forma como todos os atletas, até com os que têm mais nome. Se no momento ele acha que o jogador não está a cumprir o que foi pedido, ele discutia de forma enérgica. É muito explosivo tanto no dia-a-dia como nos jogos», referiu. 

O atual jogador do Atibaia, equipa que procura a subida à elite do Campeonato Paulista, confessou que ficou «impressionado» com a qualidade do plantel do Benfica.

«A nossa equipa era muito forte e tinha vários jogadores conhecidos. Fomos campeões numa boa luta com o Sp. Braga e com o FC Porto. Foi uma experiência muito boa, joguei com jogadores qeu só conheci na televisão. No início fiquei impressionado até perceber o sítio onde estava. Depois passei a traçar outros objetivos», admitiu. 

De resto, Felipe Menezes não tem dúvida na hora de apontar o futebolista que mais o impressionou enquanto esteve na Luz.

«No dia-a-dia, o Aimar era o jogador mais comentado pela maioria das pessoas, mas o Savio foi quem mais me impressionou. Ele fazia coisas que eram inesperadas. Foi o melhor jogador com quem joguei. Di María, Ramires, David Luiz, Cardozo, Coentrão e Aimar eram os craques da equipa», apontou. 

“Na minha primeira temporada em Portugal, eu fiz um número bom de jogos e achei que na segunda iria jogar mais. Só que joguei menos em termo de minutos. O míster pediu para eu ter um pouco de paciência na terceira época, mas eu era muito jovem e queria jogar. Tive uma conversa muito franca com ele. Pediu-me para eu não voltar ao Brasil. Disse que, se fosse para eu sair do Benfica, que fosse para outra equipe da Europa”, recordou o agora experiente médio.

Após época e meia na Luz, na qual disputou 28 jogos, Menezes decidiu voltar ao Brasil, contrariando a ideia de Jorge Jesus.

«Na primeira época fiz um bom número de jogos e achei que iria jogar mais no segundo ano. Só que joguei menos minutos. O mister pediu-me para ter paciência, mas era jovem e queria jogar. Tive uma conversa franca com ele. Ele pediu-me para não voltar ao Brasil e se quisesse sair, para ir jogar numa equipa da Europa. No entanto, achei que era o momento de voltar ao Brasil ao contrário do que o Jesus achava. Ele entendia que o Aimar só iria ficar mais um ano no clube e queria preparar-me para assumir o lugar dele», concluiu. 

 

 

[ad_2]

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *