ngAF5A4480-12CD-485E-BFC5-504A9E221822[1]

Sporting Académica 0-0- “Leões” não conseguiram ultrapassar Ricardo…

ngAF5A4480-12CD-485E-BFC5-504A9E221822[1]Uma grande exibição de Ricardo…O Sporting Clube de Portugal empatou a zero com a Associação Académica de Coimbra, num jogo da décima sétima jornada da Primeira Liga e falhou o “assalto” ao primeiro lugar.

Leonardo Jardim escolheu este onze titular: Rui Patrício; Cédric Soares, Maurício, Marcos Rojo, Jefferson; William Carvalho, Adrien Silva, André Martins; Wilson Eduardo, Carlos Mané e Fredy Montero.Leonardo Jardim voltou a confiar em Carlos Mané, que repetiu a titularidade depois do jogo em Penafiel para a Taça da Liga.

Após cumprir um castigo, Rojo  regressou ao centro da defesa e Wilson Eduardo também foi uma das apostas de Leonardo Jardim para este jogo. André Carrillo e Diego Capel ficaram no banco de suplentes.

O treinador da Associação Académica de Coimbra, Sérgio Conceição, optou por repetir o mesmo onze que bateu o Gil Vicente na última jornada: Ricardo; Marcelo Goiano, João Real, Halliche, Djavan; Makelele, Fernando Alexandre; Cleyton, Marinho, Ivanildo e Magique.

A partida começou com muitos adeptos “Leoninos” de costas voltadas para o relvado. Um protesto de três minutos que nasceu nas redes sociais, intitulado: “Vira costas à corrupção”. Quem não virou as costas ao jogo, foi a equipa do Sporting Clube de Portugal. Os “Leões” entraram muito bem na partida…

Aos 6 minutos, Adrien deixou a bola em Fredy Montero, que já dentro da área rematou rasteiro e obrigou Ricardo a defender para canto. Dois minutos depois, Carlos Mané avançou pelo flanco esquerdo, assistiu Jefferson, que chutou contra João Real. A bola ainda bateu no poste antes de sair pela linha final…

O Sporting jogava com intensidade e pressionava a Académica. Aos 13 minutos, num livre directo perto da grande área da “Briosa”, Jefferson atirou rasteiro e ao lado. Com o decorrer do jogo, a Académica conseguiu “encaixar” na equipa “Leonina”.

As oportunidades de golo começaram a escassear…Apesar do domínio territorial do Sporting, a melhor oportunidade de golo na primeira parte pertenceu à Académica. Aos 33 minutos, Marcelo recebeu uma bola no lado direito do ataque da “Briosa”, entrou na grande área e atirou fortíssimo à barra de Rui Patrício!

O jogo perdeu ritmo e qualidade. O primeiro tempo acabou com um lance polémico, onde a Académica ficou a pedir grande penalidade por uma alegada falta de Adrien sobre Fernando Alexandre na grande área. Paulo Baptista nada assinalou. O intervalo chegou com as equipas empatadas a zero.

Os “Leões” dominaram a primeira parte, mas criaram poucas oportunidades de golo. Cédric Soares voltou a demonstrar que está em grande forma.

Na segunda parte, aos 51 minutos, Cédric desceu pelo flanco direito, cruzou atrasado para André Martins, a bola sobrou para Montero que rematou à meia-volta. A bola bateu na cabeça de João Real e saiu por cima da baliza. Os jogadores do Sporting ficaram a pedir grande penalidade.

No minuto seguinte, Jefferson cruzou para a grande área e Wilson Eduardo apareceu oportuno a cabecear, mas a bola saiu perto do poste direito da Académica.

Sérgio Conceição mexeu na equipa e entraram Salvador Agra e Manoel para os lugares de Marinho e Magique. Leonardo Jardim colocou Slimani em campo e saiu André Martins. Pouco depois de ter entrado, Slimani quase marcou!

Aos 58 minutos, após um cruzamento da esquerda para a grande área, Fredy Montero assistiu de cabeça Slimani, que rematou à boca da baliza, mas….Halliche com uma grande intervenção evitou o golo! Leonardo Jardim foi forçado a efectuar a sua segunda substituição: Jefferson saiu lesionado e para o seu lugar entrou Eric Dier.

O jogo estava bom! A Académica tentava criar perigo em contra-ataque e aos 60 minutos, Cleyton, rematou cruzado de fora da área ao lado da baliza de Rui Patrício.

Aos 68 minutos, na sequência de um canto, Ricardo evitou que Halliche marcasse na sua própria baliza. Mais uma boa intervenção de Ricardo. Os jogadores “Leoninos” reclamaram outra grande penalidade (por um suposto braço de Halliche). Leonardo Jardim arriscou e efectuou a sua terceira substituição: saiu Wilson Eduardo e entrou Diego Capel.

O Sporting começou a “sufocar” a Académica, que defendia estoicamente o resultado. Aos 71 minutos, num livre directo batido por Dier, Ricardo voltou a brilhar e negou o golo ao Sporting!

Sérgio Conceição “queimou” a sua última substiuição e Aníbal Capela entrou para o lugar de Cleyton. Aos 80 minutos, Ricardo voltou a ter uma grande intervenção, ao sair aos pés de Montero, que estava numa boa posição para atingir as redes da Académica. Só se jogava no meio campo da Académica! Sucediam-se as oportunidades para o Sporting…

Aníbal Capela entrou de forma providencial no jogo e conseguiu desviar dois remates muito perigosos dos jogadores “Leoninos”…Aos 86 minutos, Slimani cabeceou a poucos metros da baliza, mas…Ricardo evitou uma vez mais o golo!

O Sporting tentava de todas as “formas e feitios” chegar ao golo da vitória…A Académica defendia como podia. Os últimos minutos do jogo pareciam:”tiro ao boneco”…

No período de compensação, William Carvalho ainda viu um cartão amarelo, que o deixa de fora do “clássico” com o Sport Lisboa e Benfica. Nos últimos segundos da partida, Ricardo ainda defendeu em cima da linha de golo um cabeceamento de Maurício!…Pouco depois, o árbitro Paulo Baptista apitou para o final da partida.

O Sporting entrou bem no jogo e foi perdendo intensidade na primeira parte. Na segunda parte, o Sporting criou oportunidades suficientes para vencer, mas Ricardo defendeu tudo, o que havia para defender…

Fredy Montero continua sem marcar…O avançado colombiano parece divorciado dos golos. Slimani não fez uma grande partida, mas é um jogador muito útil quando o Sporting defronta equipas que só procuram defender o resultado. O avançado “Leonino” podia ter entrado mais cedo…

William Carvalho voltou a ser um “monstro” no meio campo, mas Ricardo foi sem dúvida o jogador mais determinante da partida. Uma exibição fabulosa do guarda-redes da Académica, que já foi várias vezes pré-convocado por Paulo Bento e demonstrou mais uma vez que pode ser opção para o seleccionador nacional.

Com este empate, o Sporting Clube de Portugal soma 38 pontos e continua na segunda posição do campeonato a dois pontos do Sport Lisboa e Benfica (40 pontos). A Associação Académica de Coimbra ocupa a nona posição da Primeira Liga, com 22 pontos.

 

 

 

Read More

SLIMANI SPORTING vs ALBA 3ª ELIMINATORIA TACA PORTUGAL

Arouca Sporting 1-2- Slimani voltou a ser “talismã”!

SLIMANI SPORTING vs ALBA 3ª ELIMINATORIA TACA PORTUGALUma vitória muito suada…O Sporting Clube de Portugal está na liderança provisória da Primeira Liga, após vencer o Futebol Clube de Arouca por 1-2, num jogo da décima sexta jornada da Primeira Liga.

O treinador do Futebol Clube de Arouca, Pedro Emanuel, escalou este onze inicial: Cássio; Ivan Balliu, Diego, Nuno Coelho, Tinoco; Soares, Bruno Amaro, David Simão; André Claro, Serginho e Roberto.

Leonardo Jardim, escolheu este onze titular: Rui Patrício; Ivan Píris, Maurício, Marcos Rojo, Jefferson; William Carvalho, Adrien Silva, André Martins; Wilson Eduardo, Diego Capel e Fredy Montero. Cédric Soares ficou de fora, por estar a cumprir um jogo de castigo. Ivan Píris foi o eleito para ocupar a posição de lateral direito.

O Arouca entrou muito bem na partida, e dominou os primeiros minutos de jogo. Aos 3 minutos, André Claro rematou fraco para uma defesa a dois tempos de Rui Patrício. Roberto quase conseguiu fazer a recarga…

A formação “Leonina” respondeu aos 10 minutos. André Martins passou a bola a  Wilson Eduardo, que rematou de imediato, mas por cima da baliza de Cássio.

Aos 15 minutos, o Arouca inaugurou o marcador! André Claro desmarcou Roberto pelo flanco esquerdo, que cruzou para a grande área, onde apareceu Bruno Amaro a rematar para o fundo da baliza de Rui Patrício. Bruno Amaro estava sozinho…

Depois de 8 jogos com a sua baliza em “branco”, o Sporting voltou a sofrer um golo. Bruno Amaro confirmou a sua apetência para marcar aos “Leões” (o futebolista do Arouca já tinha marcado no jogo da primeira volta).

O Sporting Clube de Portugal tentou reagir e aos 24 minutos, William Carvalho rematou rasteiro de fora da área. A bola sofreu um desvio num jogador do Arouca e saiu pela linha de fundo. Na sequência do canto…o Sporting empatou!

Depois de ter marcado um golo de cabeça ao Marítimo na terça-feira passada, Marcos Rojo voltou a saltar mais alto do que a concorrência e cabeceou de cima para baixo, sem dar hipóteses de defesa a Cássio!

A equipa da casa não acusou o golo e aos 34 minutos, após um livre directo, Luís Tinoco, bateu um livre por cima da barra. Cinco minutos depois, Bruno Amaro rematou de longe, mas Rui Patrício defendeu com segurança.

Numa fase de parada e resposta, o Sporting ainda podia ter feito o segundo golo antes do intervalo. Aos 43 minutos, Wilson Eduardo cruzou do lado esquerdo, mas Montero, que estava numa posição para alvejar a baliza de Cássio, permitiu o corte de Nuno Coelho.

No minuto seguinte, André Martins rematou à entrada da área para uma defesa de recurso de Cássio. Montero apareceu oportuno para efectuar a recarga, mas Cássio voltou a negar o golo aos “Leões”. O avançado colombiano estava em posição irregular.

Ao intervalo, registava-se um empate a um golo. O estado do relvado, demasiado pesado devido à chuva, não permitia que o jogo tivesse muita qualidade, mas assistiu-se a uma primeira parte muito interessante e bem disputada.

O Arouca realizou uma excelente exibição nos primeiros quarenta e cinco minutos. O Sporting entrou de “salto alto” e conseguiu empatar num lance de bola parada. Apesar de ter criado um par de oportunidades de golo, esperava-se mais da formação “Leonina”. Os “Leões” nunca conseguiram dominar o Arouca.

A segunda parte, começou a ser diputada com uma grande intensidade. A primeira oportunidade de golo foi para o Arouca. Aos 52 minutos, David Simão deixou a bola em Bruno Amaro, que com um excelente domínio tirou Rojo da frente e tentou fazer um chapéu a Rui Patrício, mas o chapéu saiu com abas largas…

Leonardo Jardim efectuou a sua primeira substituição: saiu Diego Capel (muito apagado) e entrou Slimani. A equipa do Sporting voltou mais agressiva e com outra atitude para o segundo tempo. Aos 54 minutos, Fredy Montero surgiu dentro da grande área e com tudo para marcar, rematou para a baliza, mas Nuno Coelho com uma grande intervenção evitou o golo!!

O Sporting pressionava e aos 56 minutos, após um livre cobrado pelo lado direito por Jefferson, Maurício apareceu na grande área a cabecear por cima. Dois minutos depois, Píris cruzou do flanco direito, Slimani cabeceou para uma defesa de Cássio, mas o lance foi anulado por falta de Slimani sobre Nuno Coelho. O avançado “Leonino” ficou a queixar-se de que foi agarrado na área.

Aos 60 minutos, o Sporting quase marcou!! Depois de um livre a beneficiar os “Leões”, Cássio saiu da baliza e socou a bola, que acabou nos pés de William Carvalho. O médio “Leonino” com um toque delicioso, tentou efectuar um chapéu a Cássio, mas a bola bateu no poste! Slimani não conseguiu fazer a recarga e a bola sobrou para Rojo, que rematou contra Diego Galo…
O árbitro, Cosme Damião, não passou despercebido na segunda parte. Aos 63 minutos, expulsou Luís Tinoco por acumulação de amarelos. Alguns minutos depois, foi a vez de Marcos Rojo sofrer o mesmo destino…Ambas as equipas ficaram reduzidas a dez elementos.
O treinadores procederam a alterações. Pedro Emanuel apostou em Luís Dias e Lassad e saíram Serginho e André Claro. No Sporting, William cedeu o seu lugar a Eric Dier.
Mas quem acertou foi Leonardo Jardim! Aos 72 minutos, Slimani colocou o Sporting em vantagem! Jefferson cruzou do lado esquerdo para a grande área, Slimani dominou a bola no peito e rematou fortíssimo e de pé esquerdo para o segundo golo da formação “Leonina”! Cássio ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o golo.
Pedro Emanuel lançou Pintassilgo e saiu Balliu. O relvado estava cada vez em piores condições…Aos 85 minutos, o Arouca quase empatou! Após um cruzamento de Pintassilgo, Roberto surgiu a cabecear com muito perigo. A bola passou muito perto do poste da baliza de Rui Patrício…
O Arouca pressionou e lutou até ao apito final e o Sporting teve de sofrer para conseguir alcançar a vitória. O apito final de Cosme Machado chegou com uma vitória “Leonina” por 1-2.
Os festejos efusivos de Leonardo Jardim e dos jogadores do Sporting após o final da partida, dizem praticamente tudo sobre o quanto foi difícil esta vitória para os “Leões”.
Assistiu-se a uma autêntica batalha. Ambas as equipas estão de parabéns. Com um relvado muito pesado, os jogadores lutaram e proporcionaram o espectáculo possível.
Leonardo Jardim acertou em cheio ao apostar em Slimani, num jogo mais directo e numa maior presença física dentro da grande área. Nas condições em que a partida estava a decorrer, o plano resultou…
O Sporting mudou no segundo tempo, voltou com outra postura, pressionou o Arouca e conseguiu a vitória. Se o resultado é justo?! O Futebol Clube Arouca merecia um pouco mais…A equipa de Pedro Emanuel teve uma atitude “guerreira”, jogou sempre o jogo pelo jogo e sem medo da formação “Leonina”.
O Arouca foi melhor na primeira parte e o Sporting na segunda, mas a equipa “Leonina” teve garra, vestiu o “fato-macaco” e acabou por ser feliz.
Com esta vitória, o Sporting Clube de Portugal assumiu para já a liderança da Primeira Liga com 37 pontos, enquanto o Futebol Clube de Arouca ocupa a décima terceira posição da tabela classificativa com 15 pontos.

 

 

 

 

 

 

Read More

ngDD88F9A3-9091-4D36-A8E1-18D942F146AE[1]

Sporting Marítimo 3-0- Carlos Mané e Marcelo Boeck mostraram serviço…

ngDD88F9A3-9091-4D36-A8E1-18D942F146AE[1]O Sporting Clube de Portugal venceu o Club Sport Marítimo por 3-0, num jogo a contar para a segunda jornada do Grupo B da Taça da Liga.

Leonardo Jardim, apresentou um onze inicial com algumas novidades: Marcelo Boeck; Cédric Soares, Eric Dier, Marcos Rojo, Jefferson; William Carvalho, Adrien Silva, Vítor; Diego Capel, Carlos Mané e Slimani.

O treinador do Marítimo, Pedro Martins, optou por este onze titular: Wellington; João Diogo, Gegé, Igor Rossi, Briguel; Danilo Pereira, Weeks, Nuno Rocha; Danilo Dias, Derley e Héldon.

É impossível falar do começo deste jogo, sem mencionar o nome de um miúdo: Carlos Mané. A partida quase que começou ao ritmo do talento e da “ginga” desde menino de 19 anos.

O Sporting Clube de Portugal entrou bem no jogo e aos 9 minutos, Carlos Mané deixou um aviso…Cédric passou a bola ao jovem luso-guineense, que entrou na grande área e rematou cruzado ao lado da baliza do Marítimo.

Aos 17 minutos, Carlos Mané marcou mesmo…e que golaço! Após ser assitido por Adrien, Carlos Mané flectiu da esquerda para a meia-esquerda e sem olhar para a baliza, rematou de pé direito e em arco ao ângulo direito da baliza de Wellington.

O guarda-redes do Marítimo não podia fazer nada. Carlos Mané sabia onde estava a “gaveta” da baliza de Wellington. Um grande golo! Nos primeiros minutos de jogo, Carlos Mané “espalhou” por várias vezes o “perfume” do seu futebol…

Aos 25 minutos, Danilo Dias testou a atenção de Marcelo Boeck, mas o guarda-redes “Leonino” defendeu o remate do jogador do Marítimo com uma boa intervenção. O Marítimo ia ficando mais desinibido e quase marcou aos 29 minutos…

Depois de um péssimo passe de Rojo, a bola ficou à disposição de Danilo Dias, que por sua vez passou o esférico a Héldon. O avançado Marítimo rematou forte para uma excelente defesa de Marcelo, a bola voltou a ficar à mercê de Héldon, que cabeceou para mais uma bela defesa do guardião do Sporting.

Na sequência do lance, Nuno Rocha viu o cartão amarelo. O árbitro, Nuno Almeida, considerou que o jogador do Marítimo simulou uma falta dentro da grande área. Nuno Almeida errou…Nuno Rocha foi tocado pelo defensor do Sporting.

Os “Leões” responderam dois minutos depois. Carlos Mané entrou na área, foi à linha e cruzou atrasado para Slimani, que numa posição privilegiada para marcar, atirou contra Igor Rossi, com a bola a sair um pouco ao lado da baliza da formação insular. A partida estava mais equilibrada e assim ficou até ao intervalo, que chegou com o Sporting Clube de Portugal a vencer por 1-0.

Na segunda parte, o Sporting apenas precisou de quatro minutos para ampliar a sua vantagem! Após uma boa jogada de contra-ataque, Diego Capel cruzou para a grande área, Slimani não chegou à bola, mas Vítor estava no sítio certo, e atirou de pé esquerdo para o segundo golo “Leonino”.

O Sporting “adormeceu” com o golo…E aos 54 minutos, Danilo Dias rematou para uma defesa incompleta de Boeck, mas não apareceu ninguém do Marítimo para a recarga.

Danilo Dias não desistiu e seis minutos depois, voltou a chutar com muito perigo, mas Marcelo Boeck estava inultrapassável e negou uma vez mais o golo ao jogador do Marítimo com mais uma bela defesa.

Aos 63 minutos, foi a vez de Igor Rossi tentar marcar para a formação insular, mas…Marcelo Boeck estava em grande e evitou o pior para os “Leões”. O Marítimo insistia e dois minutos depois, na sequência de um canto, Gegé cabeceou ao lado da baliza do Sporting.

Leonardo Jardim não gostava do que via e reagiu: entrou André Carillo e saiu Diego Capel. Pedro Martins também efectuou a sua primeira alteração e Weeks cedeu o seu lugar a Rúben Brígido.

Aos 73 minutos, Leonardo Jardim voltou a mexer na equipa e Gérson Magrão entrou para o lugar de Adrien Silva. O Marítimo desperdiçou várias oportunidades e parecia ter quebrado animicamente..Aos 82 minutos, Carlos Mané saiu para uma merecida ovação. Diogo Salomão foi premiado com alguns minutos de competição.

Instantes depois, Marcos Rojo fez o terceiro golo do Sporting! Jefferson bateu um canto do lado direito e Rojo apareceu no coração da área a cabecear para o fundo da baliza da equipa visitante.

Pedro Martins voltou a mexer na equipa e Fidelis entrou para o lugar de Derley.O jogo não podia acabar, sem Danilo Dias tentar bater Marcelo Boeck mais uma vez…mas o guarda-redes “Leonino” voltou a vencer o duelo!

O Sporting ainda podia ter chegado ao quarto golo, mas Wellington negou o golo a Diogo Salomão, e Slimani isolado na grande área, não conseguiu acertar na baliza insular…

Pouco depois, o árbitro Nuno Almeida apitou para o final da partida, com o Sporting Clube de Portugal a vencer por 3-0. Os “Leões” não sofrem golos há oito jogos! Uma vitória importante e com três golos que poderão ser importantes como factor de desempate no grupo.

Uma vitória justa do Sporting Clube de Portugal, perante um Marítimo que merecia ter marcado pelo menos um golo. O Sporting entrou bem na partida e o Marítimo foi equilibrando a partida, mas a formação “Leonina” foi mais eficaz. Enquanto teve pulmão, Carlos Mané deslumbrou.

Não gostamos de ser precipitados, mas talento é algo que não falta ao “menino” Carlos Mané. Trata-se de um diamante por lapidar e mais um potencial craque formado no Sporting. Marcelo Boeck rubricou uma excelente exibição e mostrou uma vez mais qualidade. Mas Boeck,  tem um grande problema chamado: Rui Patrício.

Já não é novidade, mas William Carvalho pura e simplesmente não sabe jogar mal. Um jogador essencial para a solidez e para o equilíbio da equipa do Sporting. Uma palavra para Danilo Dias, que fez um excelente jogo e só não marcou…porque Marcelo Boeck esteve inspirado.

Após este resultado, o Sporting Clube de Portugal lidera o Grupo B com 4 pontos, enquanto o Club Sport Marítimo soma apenas 1 ponto.

 

 

Read More

SPORTING 2012/13

O golaço de Carlos Mané ao Marítimo…

SPORTING 2012/13Um golo para ver e rever de Carlos Mané! O “miúdo” nem precisou de olhar para a baliza, para saber onde estava o ângulo direito da baliza de Wellington.

Estavam decorridos 17 minutos, do jogo entre o Sporting Clube de Portugal e o Marítimo Sport Club para a Taça da Liga, quando, após ser assistido por Adrien, Carlos Mané flectiu da esquerda para a meia-esquerda e sem olhar para a baliza, rematou de pé direito e em arco ao ângulo direito da baliza de Wellington!

Estava feito o primeiro golo da partida. O guarda-redes do Marítimo não podia fazer nada…

Golaço de Carlos Mané vs Marítimo

Get the Flash Player to see this player.

Muito cuidado com este menino luso-guineense de 19 anos…

 

Read More