2076149_w1[1]

O golaço de Ricardo Quaresma no San Paolo…

2076149_w1[1]Um grande golo de Ricardo Quaresma. O talentoso jogador do FC do Porto selou a qualificação dos “Dragões” para os quartos-de-final da Liga Europa, com um momento de grande inspiração.

Aos 75 minutos, Ricardo Quaresma recebeu a bola, “limpou” três adversários e rematou de pé esquerdo para o ângulo da baliza de Pepe Reina.

Golaço de Ricardo Quaresma vs Nápoles

Get the Flash Player to see this player.

Read More

ng2983073[1]

Um momento mágico de Ricardo Quaresma…

ng2983073[1]Que golaço do “Mustang”! Ricardo Quaresma deliciou nesta quinta-feira o Estádio do Dragão, com um momento mágico e que vai correr o mundo.

Aos 44 minutos, Quaresma recuperou uma bola junto à linha lateral, desviou-se de um adversário, e rematou em arco de uma posição lateral, fazendo a bola deslocar-se para o ângulo da baliza de Trapp.

Golaço de Ricardo Quaresma vs Eintracht Frankfurt

Get the Flash Player to see this player.

Um momento fantástico de futebol.

Read More

WelldocumentedShockingDairycow[1]

Que “crueldade”…

WelldocumentedShockingDairycow[1]O filho de Domingos Paciência, Gonçalo Paciência, mostrou neste Domingo que:” quem sai aos seus, não degenera”. Vale a pena ver o drible do jovem de 19 anos sobre um jogador do Marítimo B (Fábio Santos), num jogo da 28.ª jornada da II Liga portuguesa.

O Futebol Clube do Porto B venceu a partida por 2-0 e até deu para Gonçalo dar “show de bola”…

Gonçalo Paciência vs Maritimo B

Get the Flash Player to see this player.

Read More

PORTUGAL SOCCER PORTUGUESE FIRST LEAGUE

Marítimo FC Porto 1-0- “Dragões” podem ficar a seis pontos do Benfica…

PORTUGAL SOCCER PORTUGUESE FIRST LEAGUEMais uma exibição pouco convincente dos “Dragões”, sob o comando técnico de Paulo Fonseca. O Futebol Clube do Porto complicou as suas contas na Primeira Liga ao perder no Estádio dos Barreiros com o Club Sport Marítimo por 1-0, num jogo da décima sétima jornada da Liga portuguesa.

O treinador do Club Sport Marítimo,Pedro Martins, apresentou este onze inicial: Salin; João Diogo, Patrick Bauer, Gegé, Márcio Rozário; Weeks, Nuno Rocha, Danilo Pereira; Danilo Dias, Artur e Derley.

Paulo Fonseca escolheu este onze titular: Helton; Danilo, Maicon, Eliaquim Mangala, Alex Sandro; Steven Defour, Josué, Carlos Eduardo; Silvestre Varela, Ricardo Quaresma e Jackson Martínez.

A partida começou com as duas equipas a estudarem-se mutuamente e com um sinal mais do Marítimo. Aos 12 minutos, o árbitro Nuno Almeida, assinalou grande penalidade duvidosa a favor do Marítimo.

Danilo Pereira protagonizou um lance individual pelo lado esquerdo, entrou na grande área e ao disputar uma bola com Defour…caiu na grande área. Encarregado de converter a grande penalidade, Derley bateu Helton e colocou a formação insular em vantagem.

Como reagiu o Futebol Clube do Porto?! De forma pouco agressiva. O primeiro remate digno de registo dos “Dragões”, foi efectuado por Danilo aos 29 minutos…

O lance mais perigoso para a baliza de Salin, saiu dos pés de Ricardo Quaresma. Aos 35 minutos, o extremo portista bateu um livre, mas a bola saiu ao lado do poste da baliza do Marítimo.

Os jogadores do Futebol Clube do Porto estiveram a “passear as camisolas” durante meia hora e nos últimos 15 minutos tentaram reagir, mas sem conseguir jogar de forma dinâmica e “bombeando” bolas para a grande área do Marítimo. Não se via uma jogada com “cabeça, tronco e membros” por parte da equipa portista.

Aos 43 minutos, após um bom cruzamento de Alex Sandro,  Jackson Martínez cabeceou ao lado da baliza de Salin. No período de compensação, o Marítimo ainda beneficiou de um livre perigoso. Márcio Rozário rematou forte e ao lado do poste esquerdo da baliza portista.

A primeira parte não terminou sem mais um lance polémico. Quaresma rematou na grande área contra Gegé. Os jogadores portistas pediram uma grande penalidade por alegada mão. O árbitro mandou o jogo seguir.

Ao intervalo, o Marítimo vencia por 1-0. O Futebol Clube do Porto jogou de forma lenta e previsível no primeiro tempo. O campeão nacional em título, tinha a obrigação de fazer muito mais. Pedro Martins deixou João Diogo nos balneários e Rúben Ferreira entrou para disputar o segundo tempo.

Quem esperava um Futebol Clube do Porto mais acutilante nos primeiros minutos da segunda parte, equivocou-se…A formação portista apresentou o mesmo futebol “pastoso” e “mastigado”.

Aos 56 minutos, Ricardo Quaresma passou por um jogador do Marítimo, invadiu a grande área e rematou para uma defesa de Salin. O guarda-redes do Marítimo ia “facilitando”, mas acabou concedendo um canto. Na sequência do pontapé de canto, Josué rematou com muito perigo, mas Salin redimiu-se e evitou o golo dos “Dragões”.

O Marítimo jogava com as suas linhas recuadas e tentava não dar espaço à equipa portista. Paulo Fonseca apostou em Juan Quintero e saiu Steven Defour.

Aos 68 minutos, Derley quase bisou…O avançado do Marítimo rematou em arco de fora da grande área, e Helton com uma grande defesa, conseguiu evitar o segundo golo da formação insular.  O Futebol Clube do Porto respondeu aos 71 minutos.

Alex Sandro cruzou para a grande área, Varela dominou a bola de costas para a baliza e rematou à meia-volta, mas a bola passou ao lado do poste esquerdo…Foi a última acção de Silvestre Varela na partida (esteve muito apagado). Instantes depois, o internacional português cedeu o seu lugar a Nabil Ghilas.

A equipa portista tentava chegar ao empate, mas não conseguia ultrapassar a barreira defensiva do Marítimo. Paulo Fonseca esgotou as suas substituições e Licá entrou para o lugar de Maicon. Pedro Martins reagiu, e João Luíz substituiu Danilo Pereira.

Enquanto o Futebol Clube do Porto procurava desesperadamente o empate nos instantes finais da partida, foi o Marítimo que teve a oportunidade de “matar” o jogo. Derley,em posição privilegiada para marcar, atirou ao lado da baliza de Helton.

Os “Dragões” pressionaram e Salin ainda opôs-se a um cabeceamento de Ghilas, mas pouco depois, o árbitro apitou para o final do jogo. O Futebol Clube do Porto, está há mais de 180 minutos sem marcar um golo num jogo fora, e perdeu com um Marítimo que não vencia um jogo à dois meses…

A equipa portista realizou uma primeira parte péssima! Melhorando um pouco na segunda parte…Mas o Futebol Clube do Porto nunca exibiu uma grande qualidade de jogo.

Foi a sexta derrota do Futebol Clube do Porto nesta temporada e a terceira nas últimas sete jornadas que disputou no campeonato. São muitos pontos perdidos…Com este resultado, o Futebol Clube do Porto continua a ser o terceiro classificado da Primeira Liga, com 36 pontos.

Caso o Sport Lisboa e Benfica vença em Barcelos ao Gil Vicente, os “Dragões” podem ficar a 6 pontos da liderança…O Club Sport Marítimo subiu para a décima posição e soma 20 pontos.

 

 

 

 

 

Read More