FUTEBOL - Markovic jogador do Benfica

Um golo soberbo de Lazar Markovic…

FUTEBOL - Markovic jogador do BenficaUm golo que demonstra toda a qualidade do internacional sérvio do Sport Lisboa e Benfica, Lazar Markovic. Após um belo passe de Rodrigo, vale a pena apreciar como Markovic inaugurou o marcador nesta segunda-feira no jogo com o Vitória de Guimarães.

Aos 39 minutos, Rodrigo livrou-se de um adversário, e assistiu Markovic à entrada da grande área, com um grande passe que passou pelo meio de dois defesas do Vitória de Guimarães.

Com muita categoria e isolado dentro da grande área, Markovic deu um toque subtil e retirou a bola do alcance de Douglas, para depois confirmar calmamente o golo…

Golaço de Lazar Marković vs Vitória de Guimarães

Get the Flash Player to see this player.

Ler

ngEC2CDCD7-35D6-4900-8516-94F4E90FB90D[1]

Benfica Sporting 2-0- “Cobertura” de Jardim, não aguentou “vendaval” encarnado!

ngEC2CDCD7-35D6-4900-8516-94F4E90FB90D[1]Uma exibição dominante e asfixiante do Benfica, perante um Sporting”orfão” de William Carvalho…O Sport Lisboa e Benfica derrotou no “Eterno Dérbi” o Sporting Clube de Portugal por 2-0, num jogo da décima oitava jornada da Primeira Liga.

Jorge Jesus manteve o onze titular, que tinha escalado no passado Domingo: Jan Oblak; Maxi Pereira, Luisão Garay, Siqueira; Fejsa; Enzo Pérez, Lazar Markovic, Gaitán; Rodrigo e Lima.

O treinador do Sporting Clube de Portugal, Leonardo Jardim, também não procedeu a alterações no onze inicial que apresentou no passado fim-de-semana: Rui Patrício; Cédric Soares, Maurício, Rojo, Píris; Eric Dier, Adrien Silva, André Martins; Héldon, Fredy Montero e Slimani.

O Sporting entrou nervoso na partida, enquanto o Benfica entrou com a “artilharia toda”! Nos primeiros quinze minutos, os “encarnados” asfixiaram os “Leões”. O jogo ainda nem tinha 1 minuto, quando Cédric errou e deixou Gaitán isolado no flanco esquerdo, mas o jogador argentino adornou o lance e deixou Jorge Jesus “à beira de um ataque de nervos”…

No minuto seguinte, Lima cruzou do lado direito e Rodrigo cabeceou ao primeiro poste, mas por cima. Insistia o Benfica…Aos 5 minutos, Fejsa e Maxi Pereira combinaram pelo lado direito, a bola foi para Rodrigo, que rematou às malhas laterais.

A equipa do Sporting parecia “perdida”, ansiosa e com os jogadores a tentarem corrigir o seu posicionamento. Eric Dier estava em claras dificuldades no meio campo “Leonino”…

Aos 11 minutos, Rui Patrício quase cometia um erro fatal. Cédric atrasou para Rui Patrício, que chutou contra Lima! Felizmente para o guarda-redes do Sporting, a bola não levou a direcção da baliza…

Dois minutos depois, o Sporting podia ter criado muito perigo! Após um passe de Fredy Montero, Slimani ia ficando isolado, mas o avançado argelino falhou na recepção de bola.

Aos 16 minutos, Enzo Pérez teve uma entrada duríssima sobre Adrien Silva. Uma entrada por trás e junto à linha lateral. O árbitro Marco Ferreira, admoestou o jogador argentino com um cartão amarelo. Adrien Silva era um dos poucos dos jogadores do Sporting, que tentava “estancar” o vendaval ofensivo dos “encarnados”.

O Benfica continuava a criar oportunidades de perigo…Aos 19 minutos,  Fejsa cruzou para a grande área, a defesa do Sporting afastou para a entrada área, onde apareceu Enzo Pérez a rematar por cima.

Os “encarnados” dominavam por completo a partida. Aos 22 minutos, depois de um contra-ataque muito perigoso, Lazar Markovic rematou fraco para uma defesa fácil de Rui Patrício.

Dois minutos depois, os jogadores do Benfica reclamaram uma alegada grande penalidade. Ezequiel Garay rematou dentro da grande área contra o braço de Rojo, Marco Ferreira mandou o jogo seguir. E fez bem, Rojo não jogou deliberamente a bola com o braço, nem teve a intenção de aumentar volume ao seu corpo.

Aos 25 minutos, Rodrigo “arrancou” e rematou à entrada da área. A bola ressaltou em Rojo e não passou muito longe da barra de Rui Patrício…

O Sport Lisboa e Benfica chegou ao golo 26 minutos!  Maxi Pereira cruzou do lado direito e junto à pequena área, Gaitán cabeceou para o fundo da baliza de Rui Patrício. Um golo que se adivinhava.

Aos 31 minutos, o Sporting efectuou o seu primeiro remate do jogo…Fredy Montero colocou a bola em Héldon, que tentou a sua sorte, mas rematou muito mal.

O Sport Lisboa e Benfica tinha mais possede bola, mais remates e era superior. Aos 40 minutos, o Benfica quase ampliou a sua vantagem. Após um passe do lado esquerdo, Gaitán bateu Píris e rematou com muito perigo às malhas laterais da baliza de Rui Patrício.

O intervalo chegou com o Benfica a vencer por 1-0. Um resultado que podia ser mais dilatado. A formação “encarnada” mandou no jogo desde o primeiro segundo…O Sporting não conseguia respirar e pouco incomodou Jan Oblak. Os “Leões” sentiram a falta de William Carvalho. O jovem Eric Dier, não conseguiu dar “conta do recado” nos primeiros 45 minutos.

A segunda parte começou com mais uma ocasião de golo para o Benfica. Aos 50 minutos, Lazar Markovic picou a bola sobre a defesa do Sporting, a bola acabou em Rodrigo, que rematou ao lado.

Os “encarnados” continuavam a controlar o jogo. Aos 56 minutos, num livre directo, Rodrigo voltou a alvejar a baliza de Rui Patrício, que defendeu à segunda tentativa.

O Sporting tentou responder. Aos 60 minutos, Adrien Silva bateu um livre para o segundo poste, onde surgiu Eric Dier a cabecear sem a melhor direcção. Dois minutos depois, Dier ia “borrando a pintura”. Após um mau passe do jovem “Leonino”, Lima rematou de imediato para uma defesa de Rui Patrício.

Leonardo Jardim mexeu na equipa: entrou Diego Capel e saiu André Martins. Aos 63 minutos, Héldon passou pelo meio de Markovic e Maxi Pereira e rematou por cima da baliza de Oblak.

Aos 69 minutos, mais uma oportunidade para Rodrigo…Lazar Markovic serviu o avançado “encarnado”, que chutou forte e de pé esquerdo para uma boa defesa de Rui Patrício!

Leonardo Jardim decidiu colocar Gérson Magrão em campo e retirou Píris. Na equipa do Sporting instalou-se a confusão…Ninguém sabia em que posição devia jogar e o Benfica chegou ao segundo golo!

Aos 76 minutos, Enzo Pérez ameaçou que ia chutar à baliza, Dier caiu no engodo, para depois o jogador argentino rematar forte da meia lua, para o fundo da baliza de Rui Patrício. Leonardo Jardim perdeu a cabeça com Eric Dier e disse-lhe de tudo um pouco…Enzo Pérez chorou ao festejar o golo.

Jorge Jesus procurou controlar o jogo, e Rúben Amorim entrou para o lugar de Rodrigo. Leonardo Jardim procedeu à sua última alteração e Mané substituiu Slimani.

Aos 83 minutos, o Sporting finalmente acertou na baliza…Mas o remate de Fredy Montero foi defendido por Jan Oblak. Pouco depois Cardozo entrou para o lugar de Enzo Peréz (que recebeu uma merecida ovação).

O jogo não terminou, sem Maurício desentender-se com Gaitán. Acabaram por ver os dois o cartão amarelo. O apito final de Marco Ferreira chegou com a vitória do Benfica por 2-0.

Uma vitória justa do Sport Lisboa e Benfica. Os “encarnados” foram superiores durante toda a partida. Tiveram mais posse de bola, mais oportunidades (Rodrigo foi muito perdulário), e nunca deixaram o Sporting ameaçar seriamente a baliza de Oblak.

A táctica de Leonardo Jardim revelou-se desastrosa. Uma confusão…Os jogadores estavam claramente “à nora” e não se adaptaram à estratégia do treinador. William Carvalho fez muita falta à equipa e Montero esteve “desaparecido em combate”. Eric Dier e Píris tiveram uma noite para esquecer…O Benfica mereceu vencer e até podia ter conseguido derrotar o seu eterno rival por outros números.

“Nico” Gaitán esteve em grande plano enquanto teve “pulmão” e Enzo Pérez foi enorme. Fejsa rubricou a sua exibição mais convincente pelos “encarnados”. O meio campo do Benfica ganhava sempre as bola e controlou todo o jogo. O Benfica foi sempre pressionante e toda a equipa esteve concentrada. Houve uma grande diferença entre as equipas…

O Sport Lisboa e Benfica continua a liderar isolado a Primeira Liga com 43 pontos e tem agora 5 pontos de vantagem sobre o Sporting Clube de Portugal, que desceu para a terceira posição da classificação geral.

 

 

 

 

 

Ler

PORTUGAL SOCCER CUP LEAGUE

Gil Vicente Benfica 1-1- “Encarnados” deixam dois pontos em Barcelos…

PORTUGAL SOCCER CUP LEAGUEUm jogo repleto de casos e com uma exibição decisiva de Adriano…O Sport Lisboa e Benfica empatou em Barcelos a um golo com o Gil Vicente Futebol Clube, num jogo da décima sétima jornada da Primeira Liga.

O treinador do Gil Vicente Futebol Clube, João de Deus, escolheu este onze inicial: Adriano: Gabriel, Halisson, Danielson, Luís Martins,  Luan, Luís Silva, João Vilela; Diogo Viana, Avto e Brito.

Jorge Jesus apresentou esta formação titular em Barcelos: Jan Oblak: MaxiPereira, Luisão, Ezequiel Garay, Siqueira; Fejsa; Enzo Pérez, “Nico” Gaitán, Lazar Markovic; Rodrigo e Lima.

Na primeira parte, assistiu-se a um jogo de sentido único para a baliza de Adriano. O Gil Vicente limitou-se a defender e nunca questionou o domínio “encarnado”. Apesar deste domínio, o Sport Lisboa e Benfica não criou muitas oportunidades de golo nos primeiros 45 minutos.

Aos 8 minutos,  Lazar Markovic rematou de primeira e em grande estilo  à entrada da área, mas atirou à figura de Adriano. Quatro minutos depois, Lima deixou Rodrigo numa excelente posição para marcar. Já dentro da área, Rodrigo disparou fraco e ao lado, culpando o estado do relvado pela pouca eficácia do seu remate.

O Gil Vicente quase não tinha a bola e por isso mesmo pouco ou nada atacava. Aos 21 minutos, Maxi Pereira passou a bola a Enzo Pérez, que  de pé esquerdo rematou ao lado do poste esquerdo da baliza de Adriano. Enzo Pérez teve outra boa oportunidade para inaugurar o marcador.

Aos 28 minutos, após um bom lance individual, o jogador argentino rematou à figura de Adriano. O Gil Vicente tentava tapar todos os caminhos para a sua baliza.

O Benfica só voltou a criar perigo aos 44 minutos, quando Siqueira rematou de fora da área, mas bola  saiu ligeiramente por cima da trave. Ao intervalo, registava-se um empate a zero. O Gil Vicente procedeu à sua primeira substituição e Hugo Vieira entrou para o lugar de Avto.

A segunda parte começou com o Benfica à procura do golo. Aos 46 minutos,  Danielson quase fazia um auto-golo ao cortar um cruzamento da direita. A bola não passou longe da baliza defendida por Adriano…

Dois minutos depois, Siqueira cruzou do lado esquerdo, Danielson cortou para a entrada da área, onde surgiu Gaitán a rematar cruzado ao lado. Insistia o Benfica…

Aos 50 minutos, Maxi Pereira cruzou rasteiro do lado direito e Rodrigo não conseguiu fazer a emenda à boca da baliza. O avançado “encarnado” foi puxado por João Vilela (na mesma jogada, Lima também parece ser agarrado).  Bruno Paixão mandou o jogo seguir, mas errou…

Aos 52 minutos, foi a vez de Markovic rematar forte, mas o jogador sérvio não acertou na baliza de Adriano. Aos 57 minutos, Bruno Paixão expulsou Siqueira por acumulação de amarelos e o Sport Lisboa e Benfica ficou reduzido a dez elementos.

Siqueira não poderá ser utilizado por Jorge Jesus no jogo da Taça de Portugal contra o Penafiel.  Dois minutos depois, Brito cometeu uma grande penalidade do tamanho deste mundo e arredores! O jogador do Gil Vicente abordou mal um lance e pontapeou Gaitán nas costas…Bruno Paixão assinalou a grande penalidade. Chamado a converter a grande penalidade, Lima enganou Adriano e bateu calmamente para o 1-0.

Foi preciso esperar 1 hora e 4 minutos, para ver um remate perigoso do Gil Vicente. Após um corte da defesa “encarnada”, Luís Martins “encheu” o pé esquerdo de muito longe e atirou por cima da barra da baliza de Oblak.

Após o golo e a expulsão de Siqueira, o Gil Vicente estava mais afoito. A equipa de Barcelos mexeu na equipa: entrou Vítor Gonçalves e saiu Luís Silva. Jorge Jesus mantinha “Nico” Gaitán a jogar a defesa esquerdo desde a expulsão de Siqueira…

Vítor Gonçalves não podia ter entrado melhor na partida! Aos 72 minutos, na sequência de um pontapé de canto, e após um corte de Luisão, Vítor Gonçalves apareceu à entrada da área e rematou de primeira para o empate.

Oblak ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o golo. Foi a primeira vez que Jan Oblak foi batido desde que assumiu a titularidade do Sport Lisboa e Benfica. Jorge Jesus apostou em Oscar Cardozo e saiu Rodrigo.

O Gil Vicente esgotou as suas substituições: entrou Simy e saiu Brito. Jorge Jesus respondeu com a entrada de Ivan Cavaleiro para o lugar de Lazar Markovic.

Aos 82 minutos, Oscar Cardozo quase marcou…Na sequência de um pontapé de canto e no centro da grande área, Cardozo rematou para uma enorme intervenção de Adriano!

O Benfica pressionava em busca do golo da vitória…Aos 85 minutos, depois de um canto, João Vilela cortou uma bola de calcanhar e quase traía Adriano…No pontapé de canto que se seguiu, Lima cabeceou para fora.

Jorge Jesus lançou Filip Djuricic e saiu  Enzo Pérez. O Benfica procurava o golo em desespero…Um final de jogo emocionante, com o Gil Vicente a defender como podia…

No período de compensação, mais uma grande penalidade! Filip Djuric invadiu a área e caiu antes de rematar. Bruno Paixão voltou a apontar para a marca do castigo máximo. Um penálti muito duvidoso…Oscar Cardozo fez questão de bater a grande penalidade, quando Lima estava em campo…e permitiu a defesa de Adriano! Pouco depois, o jogo terminou.

O Sport Lisboa e Benfica perdeu dois pontos. O Gil Vicente apenas acertou por uma vez na baliza de Oblak e marcou logo golo. O Benfica foi superior durante quase toda a partida, mas o Gil Vicente, que não ganha desde Novembro, deu tudo o que tinha e conseguiu um ponto precioso com muita sorte.

Nos momentos chave da partida, Adriano foi decisivo. Bruno Paixão não conseguiu passar despercebido ao longo do jogo…

Após este empate, o Sport Lisboa e Benfica continua a liderar a Primeira Liga com 40 pontos, enquanto o Gil Vicente Futebol Clube ocupa a décima primeira posição com 17 pontos. O Sporting Clube de Portugal poderá ser o grande beneficiado com este empate, caso vença nesta jornada a Académica de Coimbra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ler

ng9177F64E-35DC-4719-9336-337DD0B7F4EB[1]

Benfica Marítimo 2-0- Rodrigo aproveitou dois “brindes” da defesa insular

ng9177F64E-35DC-4719-9336-337DD0B7F4EB[1]O Sport Lisboa e Benfica voltou à liderança da Primeira Liga, após bater o Club Sport Marítimo por 2-0, numa partida a contar para décima sexta jornada da Liga portuguesa.

Jorge Jesus optou por este onze titular: Jan Oblak; Maxi Pereira, Luisão Ezequiel Garay, Siqueira; Fejsa; Enzo Pérez, Lazar Markovic, “Nico” Gaitán; Rodrigo e Lima.

O treinador do Club Sport Marítimo, Pedro Martins, apresentou esta formação no Estádio da Luz; José Sá; João Diogo, Gegé, Igor Rossi, Luís Olim; Marakis, Nuno Rocha; Danilo Pereira; Héldon, Danilo Dias e Derley.

A primeira parte fica marcada por dois erros defensivos do Marítimo, que resultaram em dois golos de Rodrigo. O Sport Lisboa e Benfica assumiu o controlo da partida desde o apito inicial e aos 9 minutos, após uma boa arrancada, Lazar Markovic rematou fraco para as mãos de José Sá. Seis minutos depois, foi a vez de Lima chutar à figura do guarda-redes da formação insular.

Aos 18 minutos, o Sport Lisboa e Benfica inaugurou o marcador! Igor Rossi cortou mal a bola dentro da grande área, o esférico sobrou para Rodrigo, que rematou forte de pé esquerdo para o fundo da baliza de José Sá.

Aos 23 minutos, depois de um belo passe de Gaitán, Rodrigo podia ter marcado o seu segundo golo, mas o avançado rematou ao lado. A equipa visitante criou perigo em dois lances consecutivos, mas Oblak brilhou…

Aos 24 minutos, Oblak defendeu um remate de Derley. A bola ainda bateu no relvado e complicou a tarefa do guarda-redes “encarnado”…Segundos depois, e na sequência de um canto, Nuno Rocha cabeceou com muito perigo, mas Oblak negou o golo ao Marítimo com uma bela defesa! O jovem guarda-redes esloveno, conseguiu evitar o pior com a sua mão esquerda.

O Marítimo voltou a errar e Rodrigo bisou! Aos 35 minutos,  João Diogo falhou o alívio e Rodrigo ficou isolado…Só com José Sá pela frente, Rodrigo usou o pé direito para fazer o seu segundo golo. Foi o sétimo golo de Rodrigo nesta edição da Primeira Liga.

Perto do final da primeira parte, Nuno Rocha e Luisão chocaram…Um pequeno susto no Estádio da Luz. Luisão ficou a sangrar, mas o capitão “encarnado” pôde prosseguir em jogo.

Ao intervalo, o Sport Lisboa e Benfica vencia por 2-0. Pedro Martins deixou Marakis no balneário e Weeks entrou para o seu lugar.

Na segunda parte, o Marítimo não conseguia ameaçar a baliza de Jan Oblak…O Sport Lisboa e Benfica continuava a controlar a partida a seu bel-prazer.

Aos 54 minutos, após um grande passe de Siqueira, Rodrigo combinou com Lima e rematou às malhas laterais da baliza de José Sá. Doze minutos depois, Lima rematou de primeira e bola levava o selo de golo…mas José Sá negou o golo ao avançado brasileiro com uma grande defesa!

Jorge Jesus efectuou a sua primeira substituição: saiu Rodrigo e entrou Rubén Amorim. No Marítimo, Nuno Rocha cedeu o seu lugar a Rubén Brígido.

Aos 77 minutos, o Benfica esteve muito perto do terceiro golo, com Enzo Pérez a cabecear à barra da baliza de José Sá! O Marítimo não conseguia efectuar uma transição ofensiva…

A formação de Jorge Jesus mandava no jogo e aos 80 minutos, Enzo Pérez ofereceu o terceiro golo a Lima, mas José Sá voltou a defender o remate do avançado “encarnado”.

O Marítimo deu um sinal de vida…Aos 83 minutos, Héldon rematou com muito perigo, mas Oblak conseguiu defender! A bola ainda bateu no poste…Pouco depois, Héldon cedeu o seu lugar a Fidelis.

Jorge Jesus também esgotou as suas substituições: entraram Ivan Cavaleiro e André Gomes para os lugares de Lazar Markovic e Enzo Pérez (grande exibição do jogador argentino).

O Sport Lisboa e Benfica geriu calmamente a sua vantagem até ao apito final e venceu por 2-0. Uma vitória justa. O Sport Lisboa e Benfica teve mais posse de bola, mais oportunidades e assumiu sempre o jogo.O Marítimo cometeu dois erros imperdoáveis a este nível e Rodrigo não vacilou.

Enzo Pérez mereceu a ovação que recebeu. No primeiro jogo sem Nemanja Matic, o futebolista argentino foi o motor da equipa “encarnada”. Jan Oblak continua sem sofrer golos, desde que assumiu a baliza do Sport Lisboa e Benfica!

Jorge Jesus bateu mesmo um recorde no comando técnico do Benfica: há seis jogos que a equipa “encarnada” não sofre golos. Com esta vitória, o Sport Lisboa e Benfica volta a liderar a Primeira Liga com 39 pontos.

 

 

 

 

 

Ler